Portal do Governo Brasileiro
  • Início
  • Notícias
  • V CNIJMA: Estudantes iniciam grande jornada sobre a água

V CNIJMA: Estudantes iniciam grande jornada sobre a água

Sumaré/ SP, 17 de junho de 2018 - “Muita gente pequena, em lugares pequenos, podem mudar o mundo”. Foi com a frase do escritor Eduardo Galeano que a diretora de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Renata Maranhão, encerrou a abertura oficial da V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (V CNIJMA) dando início às atividades. A partir deste momento, os cerca de 400 estudantes iniciaram a jornada sobre a água, sendo denominados na jornada da conferência como nascentes vindas de todos os cantos do Brasil.

Materia Dia 2 1

Durante a cerimônia de abertura realizada neste sábado (16), a secretária de Educação de Sumaré, Mirela Medeiros deu as boas vindas aos estudantes. “Recebê-los aqui faz com que acredite ainda mais na responsabilidade de cuidar dos jovens, do meio ambiente e do Brasil”. Na ocasião, a representante da Agência Nacional das Águas Magaly Vasconcelos fez um apelo aos alunos sobre o uso da água. “O futuro da água depende de vocês, então é preciso se apropriar desse recurso”, apelou.

Também participaram do evento a representante da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC) Aricélia Ribeiro, o coordenador-geral de Educação Ambiental e Temas Transversais do Ensino Básico do MEC, Felipe Felisbino, o secretário de Meio Ambiente de Sumaré, Carlos Barijan, o representante da CBF Carlos Painel, e a representante dos jovens Wilma Vitório.

A cerimônia foi conduzida pelos jovens facilitadores Bárbara Cardoso e João Paulo Angeli, que com alegria e entusiasmo conduziram a abertura. “Vocês são a transformação que o futuro, o planeta e o Brasil precisam”, incentivou João Paulo. Ao final, os presentes formaram uma grande ciranda, representando a união de todas as nascentes da V CNIJMA.

Profecia das águas

A abertura da V CNIJMA também deu início à jornada da Profecia das Águas. Constituída de nove missões, essa espécie de brincadeira pedagógica trará o elemento lúdico da conferência para que os alunos tenham mais conhecimentos sobre o tema água. Quem conduziu e idealizou esta metodologia foi Edgard Gouveia Júnior. “Vocês darão o melhor de vocês como os super-heróis”, convocou.

Materia Dia 2

Logo após, Edgard iniciou a junção das nascentes em riachos, grupos com oito estudantes vindos, pelo menos, de três estados diferentes para misturar as culturas e promover esta troca de conhecimento entre eles. A nascente Maria Eduarda de Minas Gerais adorou a ideia. “Aqui pude conversar com uma indígena e vou até fazer uma pintura de urucum no braço”, contou com empolgação.

A mistura do Brasil de norte a sul agradou também a Pedro Henrique Marianer, do Rio Grande do Norte. “Aprendi a dançar carimbó, dança típica do Pará, e também ensinei a quadrilha das nossas festas juninas”, relatou.

Logo após a formação dos riachos, formou-se uma grande ‘lagoa’, momento de exposição dos 24 projetos dos estados. A delegada Maria Gabriela dos Santos, de Luís Eduardo Magalhães na Bahia, fez uma manta ecológica para regar as plantas. “O meu projeto é uma malha que absorve a água e faz com que não seja preciso irrigar a horta o tempo todo, isso economiza muita água”, explicou. Ela também ficou empolgada com o que pode ver na feira de projetos. “Pude conhecer outros projetos que podem ajudar na minha escola também”, disse.

À noite, as nascentes bateram um papo com o cineasta João Amorim, que dirigiu a série sobre iniciativas sustentáveis Manual da Sobrevivência do século XXI. A programação da V CNIJMA continua neste domingo (17) com atividades de integração com os Escoteiros do Brasil, exibição do jogo do Brasil e jogos cooperativos.

Vídeo no Youtube

Fotos

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal